24 de janeiro de 2013

Como cobrar suas peças artesanais??



Recebo vários e-mails de artesãs que se perdem na hora de colocar seu preço e acabam não tendo nenhum lucro com o seu trabalho…Por isto resolvi escrever um pouco sobre isto para vocês.

Trabalho há 12 anos com o comércio varejista e atacado de produtos para artesanato com uma empresa formal, mas antes disto fiquei muitos anos trabalhando como uma artesã informal, vendendo meus produtos para atacado e varejo e tanto hoje como empresa ou antes como artesã sempre calculei os valores dos meus produtos da seguinte maneira:

Primeiro: Calcule seus custos variáveis, ou seja, o quanto você gastou de material para produzir uma peça. Exemplo:
Uma caixa com decoupage em guardanapo
- Custo da caixa: R$6,50
- Custo do guardanapo: R$0,85
- Custo da Tinta e pincel: R$1,30 (20% do valor da peça)
(Houve algum acessório? Ou uma tinta mais cara? Embalagem? Some tudo)
O nosso total para uma caixa simples ficou em: 8,65

Segundo: Calcule seus custos fixos, ou seja, o que você gasta sempre independente de vender ou não. 
- Aluguel do atelier
- Conta de luz / água
- Conta de telefone
- Funcionarios
- Impostos / Outros?

Some todos estes valores e saiba o quanto precisa vender para pagá-los por mês, este valor varia muito, pois se você faz dentro de casa e sem ajuda de um funcionario o seu custo é bem mais baixo. O custo fixo para uma empresa saudável gira em torno 30% e para um artesão informal 10%.
Explicando melhor, se você gasta 500,00 por mês de custo fixo precisa vender 5.000,00 para ter um negócio lucrativo.

Agora acrescente a porcentagem do seu lucro fixo ao lucro variável, quanto você vendeu no ultimo mês? Exemplo: se vendeu R$2.000,00 e gastou R$500,00 (com custo fixo) então seu custo fixo foi de 40%.
Ficando da seguinte maneira:

R$8,65 custo variável
R$3,45 custo fixo (40% de R$8,65)
Total: R$12,10

Agora vamos colocar o lucro, você já sabe que se vender por menos que isto estará “perdendo” dinheiro, isto depende muito do seu publico alvo e o perfil do seu consumidor mas meu conselho é nunca trabalhar com uma margem menor que 100%, então o mínimo que posso cobrar por esta peça é R$24,20. Lembre-se que você deverá diferenciar seu preço de varejo e dar um desconto para o atacado (para isto coloque um minimo no valor do pedido).

Devemos levar em consideração os preços praticados pelo mercado de produtos semelhantes, pesquise em lojas ou na internet, nunca venda muito abaixo (com o intuito de “ganhar” o cliente mas de perder seu lucro…) ou muito acima (super valorizar o trabalho) e assim não conseguir vender… Se o mercado está ditando um valor muito abaixo, diferencie seu produto, se o valor está muito acima, então você sabe que tem uma boa margem para negociar…

Esta é uma maneira bem fácil e resumida de cálculo de custos, sei que existem outras maneiras bem mais complexas e elaboradas, mas não é este o meu intuito aqui, apenas quero ajudá-la a deixar mais claro este assunto tão difícil e tão fundamental para o artesão que deseja ganhar dinheiro com sua produção.

Não desanime! No inicio é mais difícil fazer estes cálculos, mas depois que você acostuma e tudo fica mais fácil, o importante é não desistir de vender seu produto e ter um negócio lucrativo!




Um comentário: